Mão sete maravilhasA arte barroca surgiu em meados do século XVIII, na Itália. A igreja católica adotou o formato artístico em suas construções e propagou a nova onda cultural por vários países do continente europeu. O movimento foi criado após o desenvolvimento do Renascimento e ambos seguiam uma ideologia semelhante, em que valorizavam elementos da antiguidade.

O mundo passava por diversas descobertas e reformas sociais e políticas. A religião católica perdendo muitos membros para os seguidores da ideologia de Martin Lutero, com o protestantismo. Estabelecia-se, então, a Monarquia: o país era comandado por um rei ou imperador.

As obras do movimento Barroco apresentam características fortes e vivas, o que mexe com o emocional do ser humano. Ao se deparar com as construções e/ou pinturas da arte barroca, é possível observar os detalhes e a proximidade que elas têm com os seres humanos. O sentimento nas obras, a beleza, eram características bem fortes.

O Barroco chegou ao continente americano, juntamente com os colonizadores europeus. Muitas das construções dos países da América são da arte barroca. O Brasil, por exemplo, possui algumas cidades onde ainda existem essas edificações, como é o caso de Ouro Preto, em Minas Gerais. No estado da Bahia, encontram-se enormes igrejas, dos séculos passados e a influência da arte barroca se faz presente.

Não apenas em grandes edificações é que o Barroco exerce influência, mas também em objetos de decoração como os móveis, por exemplo. Ainda hoje existem camas, cômodas e outros acessórios desenhados de acordo com esse tipo de arte. Era comum o uso deles nos palácios reais e um exemplo disso era o Palácio de Versalhes, onde residia o rei Luís XIV, da França.

A arte barroca marcou a história no campo da música. A partir desse movimento, saem os grandes mestres da música erudita, além de nascerem os gêneros como a ópera, a suíte e os concertos. Também os movimentos do Barroco e do Rococó marcaram grande parte da Europa e revelou um dos maiores artistas da cultura brasileira, Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho.

Movimento Barroco

O movimento Barroco teve seu início na Itália, ao final do século XVI e início do século XVIII. A partir daí, se difundiu pelos países da Europa e chegou até as colônias, como, por exemplo, o Brasil. A palavra 'barroco', de origem portuguesa, significa uma pedra preciosa imperfeita, com os seus formatos irregulares. O Barroco é uma manifestação literária.

RomaO Renascimento, a onda artística que antecede o Barroco, serviu de grande influência para o novo movimento. Havia estourado uma crise por causa do desenvolvimento da política, da religião, da modernização da sociedade e seus valores, e, principalmente, do meio cultural. O conflito maior se dava entre a fé e a ciência, uma vez que a segunda ganhava mais espaço.

Uma das ideias do fenômeno do Barroco era de fazer a junção dos dois elementos, fé e ciência, o primeiro, resgatado pela Contrarreforma e o segundo se expandia com a modernidade. A partir disso, surgiu uma vertente encontrada no Barroco, que era o fusionismo. Esse segmento da arte barroca visava a mistura dos elementos presentes nas duas ideologias.

Nas pinturas era comum o ponto de vista medieval e os ideais renascentistas, ou seja, havia a mistura de luz e sombra nas pinturas; a literatura combinava os pensamentos racionais com os irracionais. A imagem das divindades ganhava formas humanas, na mistura entre o homem e Deus, a fé e a razão, os seres celestiais, nas pinturas, eram homens e mulheres.

No movimento Barroco, há uma valorização do contraste entre as coisas opostas, chamada de culto do contraste. Neles, os extremos são colocados em um mesmo lugar e em uma mesma obra, como forma de aproximação dos extremos, como a junção do sagrado e do profano, a juventude e a velhice, os céus e a terra, pecado e o perdão, dentre outros.

O pessimismo também é outra característica encontrada na arte barroca, assim como o conflito entre o 'eu' e o mundo, em que os autores se sentiam divididos entre razão e fé. Na arte barroca, encontram-se alguns atributos que relatam o sofrimento do ser humano, com miséria e dor. O Apóstolo Pedro, sendo crucificado de cabeça para baixo, é um dos quadros da arte barroca.

A linguagem da literatura barroca é riquíssima. Os escritos são bastante trabalhados na tentativa de demonstrar tal riqueza que acompanha as pinturas e esculturas, através da leitura. Os escritores utilizam-se de várias figuras de linguagem como antíteses e paradoxos, que valorizam a aproximação dos opostos.

Ainda na linguagem do movimento barroco, existia outra forma de expressão, chamada de Conceptismo, o qual, funcionava de forma contrária ao rebuscamento linguístico e procurava atrair o leitor, de sorte a seduzi-lo. A construção era mais intelectualizada e não tinha características do cultismo. Os textos eram redigidos na forma de prosa.

No Brasil, o Barroco chega no século XVIII, com os colonos europeus, na mesma época em que permeavam as ideias iluministas e o pensamento racionalista e antropocêntrico. Nesse período, o Brasil tinha sua economia baseada no ouro branco - o açúcar. As lavouras se concentravam no nordeste brasileiro, de onde saíram os primeiros escritores do Barroco.

Antes da chegada ao Brasil, o Barroco teve, em Portugal, um dos maiores escritores dessa literatura. O Padre Antônio Vieira, que era contra o movimento cultista (utilizava a junção dos opostos por meio de figuras de linguagem), escreveu diversos sermões e dentre eles, o mais famoso, chamado de Sermão da Sexagésima.

O Barroco teve grandes influências na arquitetura de alguns dos países da Europa e da América Latina também. As construções não costumam seguir padrões geométricos, muito menos simétricos. As edificações barrocas são imensas e belíssimas, repletas de detalhes, além dos desenhos em curvas. Muitas delas servem de referências religiosas e recebem milhares de devotos, como é o caso da Catedral de Santiago de Compostela, em La Coruña, na Espanha.

A Catedral, construída por volta de 1765, é um exemplo do movimento da arte barroca no território espanhol. Essa edificação é o término de uma caminhada de cerca de 700 quilômetros, os quais o escritor brasileiro, Paulo Coelho, dedicou um livro, chamado de 'O Diário de um Mago', onde conta tal experiência.

Além da Catedral de Santiago de Compostela, existem outras construções no formato da arte barroca. O Brasil conta com uma gama de templos dessa época da Literatura. A Igreja de São Francisco, em João Pessoa, Paraíba; a também Igreja de S. Francisco, em Salvador, Bahia e a Matriz de Santo Antônio, em Recife. Sem contar com os palácios construídos no Rio de Janeiro, no período colonial.

Topo