arte barroca logo.gif











Arte Renascentista

michelangeloA arte renascentista nasceu entre os séculos 13 e 17, passando pelos períodos da Idade Média e a Idade Moderna. O mundo estava adotando novas técnicas e modelos, como a passagem do feudalismo para o capitalismo, a mudança na cultura, na política, na religião e na sociedade. O domínio da Igreja e a espiritualidade estavam sendo substituídos pelo raciocínio lógico e o pensamento antropocêntrico, onde o homem é o centro do universo.

 

O Renascimento se deu a partir do desenvolvimento da prensa, por Johannes Gutenberg, e da imprensa, na Alemanha. O movimento teve maior força na Itália, mas aconteceu em outros países europeus como: Inglaterra, Países Baixos e em outros países; porém, com fraca influência em Portugal e Espanha, como também, em suas colônias.

 

Os ideais renascentistas eram todos baseados em conceitos filosóficos e antropológicos. O Humanismo é um dos segmentos do Renascimento e trabalha com o uso total da razão por meio de experimentos.

 

Com o desenvolvimento do Renascimento, as características mudaram, a espiritualidade foi deixada de lado e se abriu caminho para um sentimento otimista, que desfruta do mundo material. Eles começaram a observar a vida como um ciclo e acreditar que o homem não tem o controle sobre suas emoções, muito menos sobre seu tempo de vida.

 

Diversos departamentos do conhecimento foram abertos. As descobertas, tanto de novas terras, com o achamento do Novo Mundo, quanto de novas ciências foram se desenvolvendo. Áreas de estudo como a física, a matemática, a medicina, a filosofia, engenharia e outros, ganharam espaço para explicar os fenômenos naturais, que até então era explicado através da religião.

 

A Renascença era uma tentativa de unificação das ciências. Eles procuravam a junção entre o pensamento neoplatônico e a doutrina cristã, bem como as outras religiões orientais, o judaísmo e o islamismo. Todos esses elementos, doutrinas e conhecimentos unificados em um só, foram chamados de Renascimento.

daviHouve um período da arte renascentista, em que ela alcançou a perfeição. Essa época denominava-se de Alta Renascença. No movimento, a arte tomou um caminho de fidelização à natureza. As obras eram praticamente espelhos da realidade; porém, com elementos que caracterizavam uma cultura religiosa, como é o caso da famosa escultura de David, de Michelangelo.

 

Na Europa, mais precisamente na Itália, o Renascimento passou por três etapas conhecidas como: o Trecento, Quattrocento e o Cinquecento. O Trecento, nascido em Florença, foi um movimento que antecedeu a Renascença e funcionou como um preparativo para ela. Mudanças na área política, social e religiosa se deram nesse tempo. Foi a primeira tentativa de estabelecer o regime da democracia.

 

Na religião, como ideal renascentista, houve a substituição das explicações que a religião dava sobre os fenômenos que ocorriam no mundo, por respostas com fundamentos científicos – a troca da razão pela fé. Os renascentistas acreditavam que o homem poderia conquistar a salvação também, através dos serviços prestados à pátria e à decoração da cidade, dos palácios e igrejas com trabalhos artísticos.

 

O Quattrocento, do século XV, foi a época em que o Humanismo estava se difundindo por toda a Europa. O progresso das ciências, com o resgate da antiga história da arte, por meio do conhecimento dos antigos estudiosos e filósofos, como: Cícero, Platão, Plínio, o Velho e Vitrúvio. Foi o restabelecimento do idioma latim, como língua franca dos países do Ocidente. A construção de novas bibliotecas se deu nesse período.

 

O período do Quattrocento é tido como o mais promissor da Renascença, pois novos pensadores vieram a ser conhecidos, outras obras puderam influenciar, assim como o início dos estudos de mais modalidades da ciência, a matemática, a física, a filosofia, a medicina e etc. A prensa de Johannes Gutenberg foi melhorada, facilitando, assim, a propagação dos livros científicos. A Itália se tornou o maior polo cultural do movimento renascentista.


A última fase do Renascimento é conhecida como Cinquecento. Nesse período, a arte renascentista já se encontrava em seu auge e enfrentou um momento muito importante, a Reforma Protestante. Essa reforma condenava o uso das imagens sagradas utilizadas pela igreja, como consequência, houve o esvaziamento, por conta dos fieis, de muitas igrejas católicas. Em contrapartida, a igreja mudou algumas diretrizes, fundamentada na teologia da Contrarreforma. Encomendou mais obras da arte sacra e permitiu que Michelangelo pintasse um painel, na parede do altar da Capela Sistina, o qual deu o nome de Juízo Final.

 

 







Arte Barroca
Rococó
Renascimento
Música Barroca
Fale Conosco
Mapa do Site